Prótese de Panturrilha

 

Prótese de Panturrilha

Orientações para o Pré-operatório de inclusão de prótese de panturrilha

O resultado de qualquer cirurgia plástica, assim como a garantia de sucesso durante o procedimento, dependem de uma série de fatores. Entre eles há os que o paciente não interfere: a experiência do médico, a qualidade dos equipamentos, local adequado, a técnica, etc. Mas, para garantir a eficácia da operação e aumentar as chances de satisfação, o próprio paciente deve tomar alguns cuidados antes da realização da cirurgia.

As recomendações para o pré-operatório da Inclusão de Prótese de Panturrilha, são as seguintes:

• Programar suas atividades sociais, domésticas ou escolares, de modo a não se tornar indispensável a terceiros, por um período de aproximadamente dez dias;

• Comunique a Clínica em caso de gripe, indisposição ou antecipação do período menstrual;

• Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer e/ou diurético que eventualmente esteja usando, por dez dias anteriores ao ato cirúrgico;

• Ficar em jejum absoluto - sólidos e líquidos - pelo período de 08 horas que antecedem o horário da cirurgia;

• Avisar o cirurgião na consulta inicial sobre o uso de qualquer medicamento.

• Evitar bebidas alcoólicas e cigarros durante os dois dias anteriores à cirurgia;

• Não usar esmalte ou base nas unhas das mãos;

Levar para a internação:

o Roupa confortável para ser usada na alta;

o Exames pré-operatórios.

 

A cirurgia

Após o procedimento de assepsia, fundamental para a segurança do paciente durante a cirurgia, o cirurgião realiza uma incisão de aproximadamente 2,5cm sob o sulco da parte de trás de cada joelho. Deste modo, a cicatriz obtida na cirurgia é quase imperceptível, pois fica exatamente sob esta linha natural do corpo.

O posicionamento da prótese deve variar de acordo com as necessidades do paciente para que fique com a aparência mais natural possível e de modo que fique confortável e não se movimente no interior da perna.

A incisão é feita utilizando um bisturí elétrico, enquanto afastadores seguram a pele e o cirurgião abre espaço para a introdução da prótese. Uma bolsa é formada dentro ou fora do músculo. Com o auxílio de um dreno, fluidos são sugados para que a área fique limpa. O cirurgião então, cuidadosamente, insere o implante esterilizado garantindo um espaço para que fique livre de tensão muscular, o que poderia causar dor.

Após a inclusão dos dois implantes, a simetria é verificada com cautela para que o resultado seja o mais natural e sensual possível. É feita então a sutura com pontos normais, que devem ser retirados após aproximadamente 15 dias, na consulta de retorno. É feito o curativo depois da área ser devidamente limpa.

Como dito anteriormente, há casos que além da inclusão de prótese é necessária a realização de uma dermolipectomia. São pacientes com excesso de flacidez no local, e que somente com este procedimento o resultado será uma perna jovem e bonita. A dermolipectomia é feita no mesmo ato cirúrgico da inclusão da prótese.

É válido lembrar que é imprescindível que o paciente siga à risca todas as recomendações do cirurgião plástico e de sua equipe, para que o resultado seja satisfatório e que não haja riscos.

 

Orientações para o Pós-operatório de inclusão de prótese de panturrilha

O resultado de qualquer cirurgia plástica, para que atinja as expectativas tanto do paciente quanto do cirurgião depende de uma série de fatores. Entre eles há os que o paciente não interfere: a experiência do médico, a qualidade dos equipamentos, local adequado, a técnica, etc. Mas, para garantir a eficácia da cirurgia, evitar possíveis complicações e passar por uma recuperação tranqüila e saudável, quem se submete a cirurgias plásticas precisa se ater a alguns cuidados específicos de cada procedimento.

As orientações para o pós-operatório de Inclusão de Prótese de Panturrilha são as seguintes:

• Banho de chuveiro no dia seguinte à cirurgia,utilizando sabão neutro (glicerinado);

• O curativo deverá ser efetuado após o banho, aplicando pomada adequada sobre todas as cicatrizes e cobrindo-as com gaze seca (não usar fitas adesivas, esparadrapo ou micropore);

• Utilizar o modelador por todo o dia, incluindo o período noturno, quando indicado pelo cirurgião.

• Tomar a medicação prescrita pelo tempo recomendado, principalmente os antibióticos;

• Comparecer a todos os retornos pós-operatórios, pois são fundamentais para o bom resultado de sua cirurgia. Caso não possa vir, avise a Clínica com antecedência;

• O retorno às atividades habituais ocorrerá em 2 a 3 semanas;
• Evite se expor ao sol ou frio até orientação da equipe médica nos retornos pós-operatórios.

Obs.: Habitualmente a alta hospitalar ocorre no dia seguinte. Siga corretamente as orientações que lhe serão dadas no momento da mesma.

 

Perguntas e respostas: Prótese de Panturrilha

1) Qual é o limite para o aumento da panturrilha?
R: A panturrilha não é uma área tão distensível quanto a mama, porque a pele é menos elástica e a camada muscular e a adiposa são muito maiores e mais grossas. Por esse motivo não é possível ter uma variedade de aumento e de formato muito grande. Além disso, o limite de aumento depende da harmonia que a panturrilha vai compor com o resto do corpo do paciente.

2) A cicatriz da inclusão de prótese de panturrilha é muito perceptível?
R: Não. Felizmente este tipo de cirurgia permite que a cicatriz seja disfarçada. Ela fica no sulco atrás do joelho, ficando confundida entre as pregas naturais do local.

3) Há possibilidade da minha cicatriz ficar visível?
R: Há pacientes com tendência à cicatrização hipertrófica, ou seja, a cicatriz fica elevada, semelhante a um quelóide. Mas esse super crescimento do tecido tende a regredir espontaneamente. Outro problema pode ser a formação de quelóide propriamente dito. Durante a primeira consulta o cirurgião plástico pode prever parcialmente essa tendência, ao fazer um questionário sobre a vida clínica pregressa e características familiares. O local da cicatriz da prótese de panturrilha raramente apresenta problemas desse tipo.

4) Se eu tiver algum problema com a cicatrização há como corrigi-lo?
R: Existem vários recursos que podem melhorar a situação da cicatriz, tanto cirúrgicos quanto clínicos, mas têm de ser feitos no tempo certo. Não se preocupe, entretanto, com o período inicial do pós-cirúrgico, no qual a maturação da cicatriz ainda não começou a evoluir.

5) Como ficará a forma e a consistência da minha panturrilha após a cirurgia?
R: Após a colocação das próteses, as panturrilhas terão seu volume aumentado e ocorrerá uma melhora na consistência e forma, porque ficarão com o aspecto de músculo enrijecido, porque a prótese de panturrilha é mais dura do que as de mama, por exemplo.Sem deixar de obedecer à harmonia natural formada pelo tamanho do tronco e pernas.

6) Posso escolher o tamanho e o formato da minha prótese?
R: O cirurgião plástico e o paciente entrarão em um consenso quanto à prótese ideal a ser colocada. Cada caso requer um estudo para que o resultado final fique equilibrado e harmônico.

7) A prótese de silicone pode estourar?
R: Se o paciente seguir corretamente as orientações do médico, não. O silicone utilizado atualmente para cirurgias desse tipo é de alta tecnologia, portanto muito mais resistente.

8) O resultado final é imediato?
R: Não. Nenhuma cirurgia plástica apresenta os resultados finais ao final do procedimento. Apesar disso, a inclusão de prótese de panturrilha permite que se tenha uma noção muito boa imediatamente de como ficará a perna após os meses de espera para a forma definitiva.

9) Eu sentirei muita dor após a cirurgia?
R: Nos primeiros dias é normal sentir dores musculares na área trabalhada, mas nada que não possa ser controlado com analgésicos e antiinflamatórios.

10) Há riscos nesse tipo de cirurgia?
R: Toda a cirurgia plastica, assim como qualquer procedimento cirúrgico envolve um risco. Este risco é minimizado quando os pré-requisitos de segurança são respeitados.

11) Que tipo de anestesia é utilizado na prótese de panturrilha?
R: Depende da necessidade do paciente. Pode ser utilizada a peridural, raqui ou a geral. O anestesista e o cirurgião escolherão a ideal para você.

12) Quanto tempo dura a cirurgia e a internação?
R: A cirurgia dura cerca de duas horas e o paciente permanece internado pelas próximas 24 horas.

13) É necessário retirar os pontos?
R: Não, porque nesse tipo de cirurgia são utilizados pontos absorvíveis. Mas se forem utilizados pontos comuns, após cerca de dez dias os pontos são retirados.

14) Vou precisar usar dreno?
R: Não.

15) Em quanto tempo poderei tomar banho?
R: No dia seguinte. Não há restrições quanto ao banho no pós-cirúrgico, somente se recomenda a utilização de sabonete neutro.

16) Quando poderei voltar a praticar exercícios?
R: Exercícios como musculação e ginástica podem voltar a ser praticados dentro de dois meses. Deve-se evitar, porém, os esportes de contato por mais algum tempo. O cirurgião plástico deverá orientá-lo bem quanto a isso, já que depende da recuperação de cada paciente.

17) Pode ocorrer rejeição da prótese pelo meu corpo?
R: Na verdade não existe a chamada rejeição da prótese, já que o silicone utilizado na sua produção é inerte à produção de anticorpos. O corpo não o reconhece como um “inimigo”. Há casos em que ocorre uma retração exagerada da cápsula fibrosa do organismo. Isto significa que a região fica endurecida além do normal. Caso isso aconteça, a prótese é retirada. O cirurgião plástico e o paciente devem, então, decidir sobre a possibilidade da colocação de próteses menores e fazer uma nova tentativa.

18) Precisarei fazer uma nova cirurgia para trocar as próteses?
R: O desenvolvimento tecnológico do silicone cirúrgico e da própria cirurgia aumentou o tempo de permanência com a mesma prótese para cerca de 30 anos. Uma nova cirurgia precisa ser feita sim, mas será feito um corte na mesma cicatriz da anterior. Mas deve ser feito o acompanhamento anual com seu cirurgião.

19) Posso aproveitar o ato cirúrgico para fazer outras cirurgias ao mesmo tempo?
R: Sim. É comum que se associe a inclusão de prótese de silicone à lipoaspiração, por exemplo. Tudo vai depender da conveniência da associação, que será estudada pelo cirurgião plástico.